Você está sendo o que nasceu para ser? O que dá para ser? Ou o que querem que seja?

Muitas pessoas levam anos para perceber a diferença entre essas três perguntas, outras nem sabem responder e ainda há aquelas que tem justificativa para tudo.

A segunda opção eu já conheço muito bem, a maior parte de minha vida eu vivi sendo o que dava para ser e acredito que a maioria vive assim, pois o que mais acontece é que as circunstâncias muitas vezes não deixam opções e não há como julgar.

Nos momentos de crise é natural que façamos aquilo que julgamos ser o melhor para todos, um  exemplo disso são as oportunidades de emprego, quando a necessidade aperta não á tempo para escolhas, passamos anos trabalhando em algo que não gostamos para garantir a segurança de todos, o problema é quando esse esforço exige mais do que podemos suportar. As consequências disso são ansiedade, baixo rendimento, stress, depressão, baixa autoestima, problemas de estomago, falta de memória e outros problemas.

A terceira opção é a mais triste, pois pior do que fazer uma escolha sobre pressão é esquecer quem realmente somos para agradar aos outros.

Todos os dias vemos pessoas que abandonam sua essência para se parecer com alguém que parece ser mais feliz que ela ou ainda tem tanto medo do julgamento alheio que se molda de acordo com as vontades dos outros. Geralmente passa muito tempo tentando se encaixar no mundo dos outros para agradar e ser amada(o) e pensa que se mudar as pessoas vão esquecer que ela existe. As consequências dessa escolha, são cansaço, ansiedade, gastos desnecessários, perda de identidade, falta de autoestima e falta de amor-próprio. 

A primeira opção é a mais difícil e que poucas pessoas realmente conseguem alcançar, descobrir e viver a sua missão de vida é uma das tarefas mais difícil, pois exige muito autoconhecimento. Reconhecer e superar conflitos internos é para pessoas inteligentes e determinadas. Realmente não é algo fácil, no entanto não é impossível. 

As consequências de ser aquilo que nascemos para ser é sucesso, amor e conexão, automotivação, autoestima elevada, segurança, foco, união familiar, reconhecimento no trabalho e vida plena, não quer dizer que tudo será mil maravilhas, quer dizer apenas, que quem sabe o quer ser não aceita qualquer coisa tão pouco deixa os problemas definirem sua vida.

Todos temos o poder da escolha e cada escolha traz consequências. Quais consequências você consegue suportar?

Você deve estar se perguntando de onde ela tirou tudo isso? Da minha experiência, pois vivi todas essas etapas e depois de dez anos de estudo em desenvolvimento pessoal descobri que nasci para ajudar outras pessoas a superarem suas dificuldades descobrirem sua missão de vida e viverem com propósito. O passo-a-passo de tudo que fiz para superar e viver minha missão eu conto no meu livro “Missão de vida

https://go.hotmart.com/V36355987K

Abraços com carinho da Lu.

Autora do post: Luziane Azevedo   site: luzianedeazevedocoach.com

× Como posso te ajudar?